Crime ambiental, agora #Brumadinho

Este ano a minha filha me ofereceu, como presente de aniversário, uma viagem, faríamos, eu, ela e minha neta, em julho. Pediu que eu escolhesse o lugar.

Eu escolhi Inhotim. Perguntei se ela se importaria de repetir o passeio, já que ela já conhecia e eu não. Ela ficou feliz com a escolha.

Agora vendo o rompimento da barragem de Brumadinho e Inhotim sendo fechado, por precaução e segurança, me sinto absolutamente triste, por este Brasil que não aprendeu nada com Mariana.

Nosso país não cuida de nada, nem do seus filhos, nem do seu ambiente.

Ficou comprovado que, para a Vale, o importante é o dinheiro, lixem-se as pessoas. Onde ganhar é mais importante do que a vida dos brasileiros.

Não se sabe ainda quais os rejeitos que foram despejados na natureza, levando casas, estradas e vidas.

Apesar das pessoas dizerem que é uma tragédia, eu digo que é um crime, um crime premeditado.

Até quando Brasil?!

Dias de luto

gothic-1629448_1920 (1)

 

Tem dias que são cinzas, hoje é um dia de profunda tristeza, desses que não consigo pensar em algo para escrever, crianças foram queimadas em uma creche em Minas Gerais, dia de choro, de recolhimento, de deixar as lágrimas correrem.

Podemos apenas orar na quietude, no silêncio, bem baixinho falar com Deus com o nosso coração, pedir compaixão e conforto para as suas famílias, alívio para a dor dos que estão sofrendo.

Duas coisas me chocaram nesse episódio trágico, um site jornalístico oferecendo imagens para as pessoas acompanharem a tragédia e pessoas de má fé pedindo doações para conseguir dinheiro para fins escusos, explorando a sensibilidade e o compadecimento de quem quer ajudar.

Nada vai fazer o tempo voltar, porque era o que eu gostaria de pedir a Deus, nenhuma palavra minha vai ajudar, mas as orações talvez possam fazer mais por essas famílias.

Todas as minhas preces são para às mães e pais, às suas crianças e às professoras e servidores dessa creche. Meu coração está com vocês!