Frango ao leite

Minha gente, a sopa ou creme de cebolas em saquinho é um coringa na sua cozinha, tempera carnes, faz um creme branco delicioso com leite, dá um toque especial em legumes gratinados.

São coisas que facilitam o nosso dia-à-dia. Essa receita aqui é fácil fácil. Sigam-me os bons!

Frango com creme de cebola e leite

  • 1 pacote de creme de cebola ou sopa de cebolas
  • 1 k coxas e sobrecoxas de frango (+ ou -3 coxas e 3 sobrecoxas) – se preferir peito, são 2 peitos grandes cortados em 4 pedaços
  • 1 litro de leite
  • 1 caixinha de creme de leite
  • salsa e cebolinha picadas para decorar
  • manteiga, óleo ou azeite para untar
  • uma forma ou refratário retangular

Passe as coxas e sobrecoxas no creme de cebola, coloque numa forma ou refratário previamente untado, junte o leite com o creme de leite, misture bem e despeje por cima do frango. Cubra com papel alumínio, e leve ao forno pré aquecido (180°C) por 40 minutos, ou até que o frango esteja macio.

Tire o papel alumínio e deixe dourar um pouco (7 a 10 min.).

Coloque a salsa e a cebolinha por cima. Sirva com arroz branco, batata palha e salada verde.

Depois me conta o que achou!

Pavê zás trás

Estou de dieta restrita de açúcar e só penso em escrever receitas de doces.

Mas, na verdade, são receitas super rápidas e fáceis.

Então, meus queridos, vocês poderão arrasar nesse final ou início de semana com essa receitinha super rápida e gostosa, a família e os amigos agradecem!

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • Suco de 3 limões  (pode ser taiti ou siciliano, este deixa o pavê mais suave)
  • 14 bolachas maria (pode ser substituída por biscoito de leite, maisena ou champanhe)
  • 1 pacote de suspiro (merenguinho)
  • Raspas de um limão
  • 1 liquidificador
  • 1 prato refratário

Bata no liquidificador o leite condensado e o creme de leite, acrescente o suco de limão. No prato refratário cubra o fundo com parte desse creme, cubra com a metade do biscoito e esfarele metade do merenguinho por cima. Repita a operação e jogue por cima as raspas de limão.  Leve ao congelador por 1h.

Se quiser incrementar essa receita coloque fatias de morango entre as camadas, dobre a quantidade de merenguinho, o  sucesso é garantido!

Uma delícia só…

Mais uma gostosura para a sua mesa!

Preguiça de cozinhar?! Frango 4 latas!

Pode ser sobrecoxas ou peitos de frango vira latas, você escolhe!

Essa receita salva qualquer pessoa numa refeição de última hora. Basta ter em casa um envelope de creme de cebola, e 4 latinhas que quase sempre temos no armário de comidas. O maior trabalho será abrir as latas e virá-las na panela.

Caso não goste de sobrecoxas use peito de frango (grande), 1 peito cortado em 4 partes. E, é claro, o nosso coringa creme de cebolas.

Se não tiver o creme de cebola troque por 1 colher de sopa cheia de farinha de trigo, 3 dentes de alho amassados, pimenta e sal a gosto, misture tudo e passe o frango no azeite e depois nessa mistura.

  • 4 sobrecoxas de frango desossadas cortadas ao meio
  • 1 pacote de creme de cebola
  • 1 lata de ervilha
  • 1 lata de milho
  • 1 lata de molho de tomates
  • 1 lata de creme de leite
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 1 panela grande

Passe os pedaços de frango no creme de cebolas e leve para dourar na panela com o azeite.

Coloque as ervilhas e o milho, acrescente o molho de tomates e deixe cozinhar por mais ou menos 20 min, ou até que o frango esteja cozido, mexendo algumas vezes. Por último acrescente o creme de leite e desligue o fogo. Está pronto!

Não falei que o maior trabalho seria abrir latas?!

Enquanto está cozinhando o frango faça um arroz e terá uma refeição completa, pois o frango já tem milho e ervilha.

Fácil, rápido e sem ficar horas na cozinha, agora é só curtir suas visitas e deixar o papo rolar.

Mousse falsa de chocolate

 

Mas é claro que tem uma sobremesa para os pais!

Uma mousse falsa de chocolate, afinal um bom pai merece uma boa sobremesa! Nada de trabalho agora, nenhum, impressionante!

Precisa um tempinho de geladeira, então vamos lá:

  • 3 pacotinhos de suspiros de 100g  (de preferencia os menos açucarados, mais moreninhos) quebrados com delicadeza
  • 1 lata de creme de leite
  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó ( chocolate e NÃO achocolatado)

É ridículo de simples isso!  Quebre os suspiros numa vasilha, misture bem o chocolate ao creme de leite e despeje tudo no suspiro. Misture, leve ao congelador ou ao freezer na vasilha, ou em taças, por no mínimo 3 horas, para que os suspiros absorvam o chocolate e fiquem cremosos.

Para deixar mais bonito coloque em cima uma cereja, ou chocolate ralado, ou morangos.

Faça a festa!

Sorvetão com calda de chocolate

Então o frio chegou…

Nem todos curtem um frio, chega se instala e parece que não vai embora.

Mas ainda temos os veranicos, dignos da região sul e sudeste, então porque não inovar e fazer essa receita de sorvetão?!

Para começar:

– Calda de chocolate

Misture bem 10 colheres de chocolate dissolvidas em 9 colheres de água numa forma com buraco no meio, leve ao congelador por no mínimo 3h.

– Creme do sorvete

1 lata de leite condensado;
1 lata de leite (a mesma quantidade da do leite condensado);
3 gemas peneiradas;
3 colheres (SOPA) de maisena,
Leve ao fogo até engrossar
Deixe esfriar

Após junte:
3 claras batidas em neve, para cada clara 2 colheres de açúcar
1 lata de creme de leite
misture levemente com o creme já frio.
Coloque na forma por cima da cobertura de chocolate congelada, depois de 6h no congelador (ou freezer) estará pronto

Tire do congelador 20 min. antes de servir.

Desenforme e cubra com amendoim ou castanhas de caju moídas.

E o regime vai bem?!

Sopa de Lentilhas

Achou mesmo que eu ía te deixar na mão nesse frio?! Mas é claro que não! Sopa de lentilhas é uma refeição completa, combina perfeitamente no frio, aquece e conforta. Você vai se animar depois do primeiro prato.Ingredientes:

  • 1 pacote de lentilhas (500g )
  • 1 cebola pequena
  • 1 cabeça de alho cortada ao meio
  • 1 pacote de linguiça calabresa defumada
  • 5 fatias de bacon picadinho (50g)
  • 1,5 litros de água fervente
  • Sal e pimenta a gosto

Doure o bacon com a cebola picada na panela de pressão, acrescente a lentilha, mexa bem (como se refogasse arroz), coloque a água quente, corte a cabeça de alho e coloque na panela junto, tampe a panela de pressão e cozinhe por 30 min após chiar.Depois disso tire a pressão e veja se a lentilha cozinhou e está cremosa, coloque o sal e a pimenta. Se a lentilha estiver pronta, é hora de colocar a linguiça em rodelas, previamente frita na frigideira e servir. Ahh, quase ía esquecendo, tira as duas metades da cabeça de alho, era só para dar sabor…Eu amo essa sopa!

Os doces de Pelotas – Iphan

 

Uma coisa de que sempre me orgulhei em Pelotas foram os doces, os portugueses (ovos), os franceses (frutas em passas e cristalizadas) e os alemães (geléias e docesde frutas) todos com uma qualidade inigualável.

Agora essas Tradições Doceiras de Pelotas se tornaram patrimônio imaterial; o IPHAN aprovou que as Tradições Doceiras de Pelotas e Antiga Pelotas sejam reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

No mesmo dia, 15 de maio, o Conjunto Histórico de Pelotas (RS) foi tombado. São eles, as praças, José Bonifácio, Coronel Pedro Osório, Piratinino de Almeida, Cipriano Barcelos e o Parque Dom Antônio Zattera, bem como, a Charqueada São João e a Chácara da Baronesa são reconhecidas como Patrimônio Cultural Brasileiro.

Nunca entendi o porquê de Pelotas não ser um polo turístico no Rio Grande do Sul, minha cidade é muito bonita. E seu patrimônio está se deteriorando rapidamente.

Temos a Fenadoce, em junho, no inverno, uma festa belíssima, onde se pode provar o que há de melhor dos nossos doces. Como crítica construtiva aos organizadores penso que devam melhorar e muito o estacionamento do local, que vive cheio de barro.

Estou aqui falando de novo da minha cidade, amanhã estarei lá, para o aniversário da minha mãe e da minha cunhada.

Vou provar um patrimônio imaterial desses da foto, sendo imaterial não deve engordar, não acham?!

 

Pão de queijo na forma

Nasci no Rio Grande do Sul, há 35 anos nunca tinha ouvido falar de pão de queijo, não existia, até abrir uma casa de lanches naturais na minha cidade, a Tafona, foi lá que comi o meu primeiro.
Depois conheci Brasília e aí me apaixonei por essa delícia gastronômica, tinha de todos os tamanhos, vários tipos de receita, tudo feito a mão, até que o mercado fez uma revolução em nossas vidas e lançou aquele congelado prontinho para assar.
Agora é um pãozinho que deixou de ser mineiro para ser brasileiro.
Esta receita especialmente eu fazia em forminhas de empadinhas, principalmente para a minha mãe servir em seus chás da tarde, quando ainda era uma novidade, quentinho, delicioso.
Numa forma de furo em forma de bolo é incrivelmente bom e fácil de fazer.
Coloque no liquidificador nessa ordem:
  • 1 xícara de de leite
  • 1 xícara de de óleo
  • 3 ovos
  • 3 xícaras de polvilho doce
  • Sal a gosto
O queijo só vai depois dos outros ingredientes batidos:
200 gramas de queijo picado ou ralado (minas, muçarela, parmesão, o de sua preferência, mas tem que derreter fácil…)
óleo para untar a forma
uma forma de furo
 Bata tudo no liquidificador, depois coloque o queijo e dê umas 2 pulsadas para integrar aos outros ingredientes. Leve ao forno médio em uma forma de furo untada, por mais ou menos 25 minuto, tem que estar dourado em cima.
Não esqueça do café coado na hora. Hummm, me convida!

Bombocado, fácil para amanhã!

Então vamos facilitar a vida e facilitar muito, porque essa receitinha aqui é muito fácil. Bora lá experimentar mais esse?!

Bombocado

  • 1 lata de leite condensado
  • a mesma medida da lata de leite
  • 1 pacote pequeno coco ralado
  • 3 ovos
  • manteiga e farinha para não deixar colar na forma
  • 1 forma de furo ou forminhas pequenas

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. Despeje na forma, untada e enfarinhada. Leve ao forno para assar por 1 hora em fogo médio.

Deixe esfriar para desenformar e leve à geladeira por umas 2 h antes de servir.

Delícia, hein?! Para comemorar o dia das mães!

Tô esperando o convite para aquele cafezinho maneiro.

Moqueca de forno e tem da preguiça também

Moqueca de peixe é uma delícia, dando pouco trabalho para fazer é ainda melhor, pois não?!

Hoje não quero trabalho, mas quero comida gostosa, então vamos que vamos…

– 6 filés de merluza ou de tilápia (pode ser qualquer outro peixe que você goste)
– 4 tomates maduros médios ou 3 grandes (MADUROS!) em rodelas
– 1 cebola em rodelas
– 1 pimentão pequeno em rodelas
– 1 dente de alho espremido
– suco de meio limão
– 4 colheres de sopa de azeite ou de dendê
– 1 garrafa pequena de leite de coco (200 ml)
– 1 ramo de coentro (opcional)
– sal e pimenta a gosto

* se gostar mais vermelhinha pode colocar colorau.

Tempere os filés com o limão, alho espremido, sal e pimenta. Numa forma ou prato refratário (eu prefiro este) coloque o azeite espalhado por todos os lados, disponha os metade dos legumes cortados em rodelas, intercalando as fatias, coloque os filés e depois a outra metade dos tomates, cebola e pimentão. Por cima o ramo de coentro e adicione o leite de coco. Cubra tudo com papel alumínio. Leve ao forno (médio para baixo) pré aquecido por 25 min. Cuide para que não seque.

Gostou, mas achou que deu muito trabalho… Sei! Então tá, vou facilitar a sua vida! E seja o que Deus quiser…

Moqueca da preguiça

– 6 filés de peixe
– 1 lata de molho de tomate
– 1 garrafa de leite de coco
– 2 colheres de azeite ou dendê
– meio limão
– 1 dente de alho
– sal, pimenta a gosto

* se gostar mais vermelhinha pode colocar colorau.

– papel alumínio

Tempere os filés de peixe com o limão, sal, pimenta, e alho espremido, unte uma forma ou prato refratário com o azeite, coloque 1/3 do molho de tomate, disponha os filés, despeje por cima o restante do molho e o leite de coco. Cubra o prato com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido por 25 min, tendo cuidado para não secar.

Tá bom agora?! Eu acho que sim! Amo esse prato.
Pode se lambuzar!

Ovos nevados – diferente

merengue0

Falsos ovos nevados

Vou falar inicialmente sobre a  receita original, ovos nevados ou espuma de sapo, era assim que a minha avó chamava essa deliciosa e leve sobremesa. Leva poucos ingredientes, basicamente ovos, leite, amido de milho e açúcar.

Bate-se as claras em neve, depois acrescenta-se açúcar ( 2 colheres por clara), ferve-se 2 litros de leite e vai colocando colheradas das clara em neve (merengue) para cozinhar ali.  Retira com a espumadeira e deita em um prato refratário.

Ao terminar o cozimento das claras, pega-se as gemas coadas e se faz uma gemada (1 colher de açúcar para cada gema, mistura-se o amido de milho (1 colher de sopa cheia) e leva-se ao leite, mexendo sempre até engrossar, se quiser acrescentar baunilha, fique a vontade (eu coloco) … depois coloca o creme junto do merengue cozido e leva-se a geladeira, pronto!

Agora vamos a receita falsa, chamei de falsa porque essa é uma versão facilitada da receita, então mais ou menos a mesma coisa, só que mais rápido.

Depois de bater as claras (umas 6 claras) em neve, junte o açúcar até ficar bem firme, coloque as colheradas em picos em refratário untado com bem pouca manteigas e leve ao forno, asse até dourar (+ – 180ºC). Pegue 2 pacotes de creme de baunilha e faça segundo as instruções da embalagem. Despeje por cima do merengue assado e, depois de frio, leve a geladeira para gelar.

Quindão ou pudim de laranja

Vamos alimentar de doçura esse primeiro mês do outono?! Essa receita é um pouco exótica, mas é muito boa…

Engorda, mas sem arrependimentos, OK?!

Só precisa de 3 ingredientes: ovos, suco de laranja e açúcar.

  • 8 ovos grandes ou 12 pequenos
  • 300 ml de suco de laranja  (1 copo descartável ou a medida 1 copo americano e meio)
  • 1 xícara de açúcar para o pudim
  • 1 xícara de açúcar para caramelizar a forma
  • 1 peneira
  • 1 forma de furo

Caramelize o açúcar na forma.

Passe os ovos pela peneira, acrescente o açúcar e depois o suco de laranja coado, bata no liquidificador até que fiquem bem incorporados. Leve ao forno pré aquecido (180°C), em banho maria, por 30 a 40 min. Pode também fazer em forma de furo só untada com manteiga, se quiser menos doce.

Depois me conta o resultado, certo?!

E vamos que vamos…

Um café da manhã diferente – Pancho Vila

PANCHO VILA, não tenho a menor idéia de onde saiu esse nome, só sei que é assim…
Não deu tempo de ir ao supermercado, está cansada, mas quer fazer algo especial?

Tem ovo, tomate? E azeite e queijo? Um restinho de orégano teria ainda?

Então vamos lá, vai sair um pancho vila! Se tiver um pãozinho para levar ao forno para ficar quentinho, será de lamber os beiços, rsrsrsrsrss, adoro!

  • 3 tomates fatiados em rodelas
  • 3 ovos
  • 4 fatias de queijo muçarela
  • 3 fatias de presunto ou algo do gênero (opcional)
  • orégano
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • sal à gosto
  • 1 frigideira

Aqueça o azeite na frigideira, acrescente os tomates cortados em rodelas e deixe refogar com o azeite até ficarem macios, tempere com sal e orégano. Bata 3 ovos rapidamente e jogue em cima, quando cozido coloque o presunto, o queijo e abafe por 3 minutos para derreter o queijo, em fogo bem baixo.

Desligue o fogo, agora é só pegar o pão quentinho e se deliciar!

Bolo de chocolate de 8 minutos

É a maior satisfação passar para vocês a receita que fazíamos eu e meus filhos, pensei que compartilhar essa receita seria muito legal.

Porque é sábado vou passar essa fácil, fácil para quem tem microondas.

• 3 xícaras de farinha

• 2 xícaras de açúcar

• 1 xícara de chocolate

• 1 colher de chá de fermento em pó

• 1 pitada de sal

• 1 pitada de noz moscada

• 3 ovos inteiros

• 1/2 xícara de óleo

• 1 xícara de água fervente

• Manteiga para untar

• Farinha para polvilhar

• forma com furo própria para microondas

Misture numa bacia todos os ingredientes secos. Acrescente os ovos e o óleo misturando bem,  por último a água fervente. Despeje na forma untada e polvilhada de farinha.  Leve ao microondas por 8 a 10 min (depende da marca) em potência alta. Espere esfriar para desenformar.

Se quiser coloque cobertura de chocolate para servir.

Uma boa maneira de curtir um bom final de semana, não é mesmo?!

Cobertura de chocolate

• 1 lata de leite condensado

• 1 lata de creme de leite

• 1 colher de sopa de manteiga

• 3 colheres de sopa de chocolate

• um recipiente fundo para microondas

Junte o leite condensado, a manteiga e o chocolate no recipiente misturando bem, leve ao microondas por 5 min na potência alta. Bata mais 30 segundos ao tirar e acrescente o creme de leite, mexendo para ficar cremoso.

Caponata, a dica da entrada perfeita

• 1 berinjela

• 1 abobrinha

• 1 cebola média

• 3 pimentões pequenos – 1 verde, 1 vermelho, 1 amarelo

• 1 xícara de azeitonas sem caroço

• 1 pacote de uva passa (opcional)

• meia xícara de azeite

• meia xícara de vinagre de maça

• pimenta do reino, pimenta calabresa à gosto

• 1 colher de chá de orégano

• sal a gosto

• 1 forma de alumínio pequena ou média

• papel alumínio

• 1 folha de louro

  • Orégano a gosto

Forre a forma com o papel alumínio, disponha os legumes previamente cortados em cubinhos, regue com a mistura do azeite com o vinagre e os temperos, junte a folha de louro e o orégano e leve para assar em forno pré aquecido em 200ºC, coberto com papel alumínio. Leva uma meia hora, mais ou menos. Coloque as azeitonas picadas. Ajuste o sal para servir, dura uns 20 dias guardado na geladeira em pote fechado.

Essa o forno fez o trabalho por você, só teve que picar os vegetais!

Um ótimo final de semana!

Macarrão na panela de pressão – minha dica

Vamos para mais uma receita rápida, daquelas ótimas para qualquer ocasião, principalmente no carnaval.

Pode ser feita com qualquer tipo de proteína, vale o que tiver, sobras de churrasco, frango assado, carne moída, salsicha, depois só o trabalho de comer, amo esse tipo de receita.

  • 500g de macarrão curto (pene, parafuso, gravatinha)
  • 300g de carne
  • 1/2 cebola picada
  • 2 dentes de alho
  • 3 colheres de azeite
  • 1 pacote ou lata  molho de tomate (se quiser mais vermelhinho, 2 pacotes)
  • 1 litro de água fervente
  • Sal e pimenta a gosto
  • 1 caixa de creme de leite
  • 1 pacote de queijo ralado
Modo de preparo:
Em uma panela de pressão refogue a cebola e o alho no azeite, acrescente a carne, depois o molho de tomate e a água fervente,  coloque o macarrão, mexa bem, tampe a panela e leve ao fogo médio. Depois que pegar pressão, conte 3 a 4 minutos (eu deixo 3 min, gosto al dente). Nem um pouco  mais. Desligue, retire a pressão, adicione o creme de leite, ajuste o sal e coloque o queijo  ralado, misture e sirva em seguida.
Meus queridos pense num macarrão cremoso, quente e gostoso.  De lamber os beiços!
Atacar!!!

Torta de banana – Sobremesa de segunda a domingo

Pense que sobremesa boa!

Uma das minhas favoritas desde criança, aprendi com a minha avó, que servia nos jantares de domingo em família, deliciosamente deliciosa, se é que isso existe!

Fácil demais, a parte mais difícil é esperar esfriar para comer.

• 6 bananas nanica ou prata  cortadas ao comprido  (3 fatias por banana)

• 100 g de manteiga

• 6 claras batidas em neve

• 6 gemas batidas em gemada

• 12 colheres de sopa de açúcar para as claras

• 12 colheres de sopa de açúcar para as gemas

• 1 colher de chá de baunilha

• 1 colher de chá de maisena

• 1 frigideira tefal

• 1 prato refratário médio

Depois de cortar as bananas ao comprido frite levemente as fatias na frigideira, uma a uma, vai por mim não dá trabalho, pára de reclamar, coloque a manteiga aos poucos, um pedaço para cada fatia, passa um lado, passa o outro, tira para o prato refratário, simples assim, cubra o prato (não queremos mosca no doce).

Depois disso bata as claras em neve adicionando depois o  açúcar de 2 e duas colheres, batendo para misturar bem e reserve  (uma batedeira aqui ajuda muito)

Faça a gemada com as gemas, o açúcar e a baunilha  (aqui a batedeira dá aquela força também), depois de pronta acrescente a maisena mexendo para desmanchar bem.

Disponha a gemada em cima das bananas e por cima coloque as claras em neve fazendo picos para dourar, igual a foto aí em cima, isso ajuda a saber quando tirar do forno. Leve ao forno pré aquecido (10 min aquecendo), por uns 20 minutos ou quando os picos estiverem bem dourados.

Agora vem a pior parte: espere esfriar para comer, se aguentar!

Arrasei! Essa sobremesa qualquer pessoa com intolerância à lactose ou glúten pode comer, não é o máximo?!

Ahh, engorda, tá?! Porque nem tudo é perfeito…

Brigadeirão, uma dica muito boa

 

Essa sobremesa é tão fácil e tão boa!  Na linha chocolate, porque são as receitas mais fáceis que eu lembro, já fiz muito essa, meus filhos também!

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 3 ovos
  • 1 xícara de chocolate em pó  (se for usar achocolatado diminua o  açúcar)
  • 1 colher de sopa de manteiga ou margarina
  • 1/4 de xícara de açúcar
  • Margarina ou manteiga para untar
  • 1 pacote de chocolate granulado

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coloque numa forma de buraco própria para microondas untada. Asse no microondas, em potência alta, por 8 min. Aqui é importante ressaltar que há variações de tempo de cozimento, nas diversas  marcas de aparelho, portanto se passar do ponto, da próxima vez coloque 7 min, se ficar mole, 9 min. Ajuste a receita conforme o seu aparelho.

Desenforme morno e cubra com o chocolate granulado. Leve ao congelador por meia hora.

Facílimo, não?! Agora é só saborear, cremoso, gostoso, tudo de bom!

Aproveite o seu final de semana!

Entrada para festas – porque aqui tem dicas de receitas

fillet-of-beef-2731970_1920

Lagarto em conserva, na panela de pressão

Essa receita é mais gostosa no dia seguinte e dura por um bom tempo na geladeira…

Se você é uma daquelas pessoas que não gostam de gordura, vai ter um pouco mais trabalho, terá que limpar o lagarto! Então, é o seguinte, tira a película em volta da carne, e a gordura, é lógico!

  •  1 lagarto pequeno (mais ou menos 1,5 k)
  •  2 tabletes de caldo de carne
  •  1 xícara de azeite + 4 colheres de sopa  (não sou doida, é isso mesmo)
  •  1 xícara de vinagre branco
  •  3 cebolas picadas divididas em 2 porções (vai usar metade antes e a outra depois)
  •  2 colheres de molho de soja, as de arroz (é aquela gigante mesmo, de servir arroz)
  •  1 panela de pressão acima de 4 litros
  •  azeitonas para salpicar (a gosto)
  • um pão italiano fatiado

Esfarela os 2 caldos de carne e passa no lagarto já limpo, deixa descansar por 2h na geladeira para pegar o tempero, eu geralmente deixo a noite na geladeira.

Se for assim, dia seguinte, levanta, toma o seu café e parte pra cima do lagarto!

Esquenta as quatro colheres de azeite na panela de pressão e refoga metade da cebola, coloca o lagarto e deixa dourar virando os lados, por uns 10 min. Acrescenta o vinagre e o restante do azeite (a xícara).

Tampa a panela e deixe cozinhar por 30 min depois que chiar. Tire a pressão, abra e coloca o restante da cebola e o molho de soja. Tampe novamente e deixe cozinhar por mais 20 min. Se estiver com pouco caldo pode colocar mais meia xícara de água para o cozimento.

Deixe esfriar e corte a carne em fatias finas, coloque as fatias de azeitonas ou inteiras por cima, regue com o molho da panela. Eu gosto de colocar pimenta do reino socada e triturada, faça do seu jeito que vai ficar lindo.

É ótimo para comer de entrada ou aperitivo acompanhada de fatias do pão italiano, torradas, ou pão árabe.

Senhor, como gosto dessa receita! Deu até água na boca só de escrever para vocês!

Um feliz Natal minha gente, lembrando sempre do principal convidado, o aniversariante!

Pavê de chocolate – uma das minhas saudades

 

image-1.jpg

Atenção – Precisa de tempo para gelar  – 6h

É pavê, o melhor pavê de chocolate da minha vida, minha avó fazia em ocasiões especiais, véspera de ano novo, por exemplo!

Estou revivendo essa lembrança  de criança, porque minha avó fazia ser especial, principalmente as comidas, que eram maravilhosas.

Vamos para a receita:

• 1 caixa de chocolate 200g – de muito boa qualidade

• 1/2 k gordura de coco

• 1 pacote de biscoito champanhe

• 6 gemas

• 6 claras batidas em neve

• 1 xícara de nozes ou cereja em calda ( o que você preferir)

• 12 colheres de açúcar

• 1 xícara de cafezinho de licor

• leite para umedecer os biscoitos

• óleo para untar o prato

• papel alumínio

Faça uma gemada com as gemas e o açúcar, misture o chocolate, derreta a gordura de coco (não ferva, só aqueça levemente para derreter) e incorpore à gemada com o chocolate, por fim misture as claras batidas em neve lentamente.

Unte uma vasilha funda, de preferência retangular, com óleo, coloque um pedaço de papel alumínio untado com óleo no fundo, coloque uma camada de creme de chocolate alternando com o biscoito champanhe molhado no leite com licor (nozes, amareto, amarula ou chocolate), entre cada camada salpique as nozes ou cerejas,  finalize com uma camada do creme.

Leve ao congelador por 6h, retire do gelo 20 min antes de servir, vire em um prato raso, o pavê vai escorregar, retire o papel alumínio puxando com cuidado, corte em fatias para servir. A textura é cremosa e firme.

O sabor é forte, bem forte! Um vendaval no paladar!

Dica para sobremesa Nozes

nozes

Torta de nozes da vó Olga

As melhores receitas de nossas vidas são aquelas que aprendemos com o coração, essa sem dúvida para mim é uma delas.

Na época que as nozes pecãs amadureciam e eram secadas ao sol, na Cascata (um distrito de Pelotas/RS), minha avó Olga se preparava para, junto com as irmãs, ir à chácara da irmã Elza preparar as tortas de nozes.

Era um encontro em família, fui muitas vezes, dá aquela saudade de infância…

Essa receita aprendi vendo ser feita, como muitas em minha vida, então tive que adaptar para passar aos outros.

Acredito que seja a minha torta de maior sucesso, já agradou até a um Presidente da República, que nas festas de final de ano perguntava, vai ter a torta de nozes?!

Aproveita que o Natal está chegando e tenta fazer, é fina, sofisticada e sem maiores dificuldades para ser feita. Se você não gosta de nozes tenta trocar por amendoim levemente torrado ou coco ralado grosso com a casca interna, todas deliciosas.

  • 500 g de nozes
  • 8 claras batidas em neve
  • 16 colheres de sopa açúcar
  • 8 gemas coadas
  • 3 ovos inteiros coados
  • 1 colherinha de essência de baunilha
  • 20 colheres de sopa de açúcar
  • 1 xícara de cafezinho de farinha de rosca
  • manteiga para untar
  • farinha de rosca para polvilhar

Triture as nozes pulsando o liquidificador de leve e reserve. Bata as claras em neve e acrescente o açúcar (16 colheres) aos poucos até ficar muito bem batido e firme, junte as nozes e a farinha de rosca mexendo suavemente. Unte uma forma com a manteiga, polvilhe com a farinha de rosca e leve para assar em forno baixo (180°C ou menos) por 30 min ou até enfiar o palito e ele sair limpo.

Coe as gemas e os ovos passando por uma peneira, junte o açúcar (20 colheres) e a baunilha e leve ao fogão em fogo baixo até engrossar, cuidado para não deixar talhar, assim que engrossar e começar a formar bolhas tire do fogo, continuando a mexer para esfriar um pouco.

Desenforme a massa de nozes quando esfriar e jogue o doce de ovos por cima. Decore com metades de nozes em cima.

Caso você não goste de ovos moles, faça um doce de leite condensado e leite, uma lata de cada, engrossado com parte das gemas como cobertura, textura cremosa mole.

Espero que você goste tanto como eu gosto, como minha avó gostava e como minha mãe, meus filhos e netos gostam também!

Pão-de-ló português 

cake-371708_1920

A receita de hoje, como o título já diz, vem de Portugal e é um doce conventual. Vou explicar isso!

As freiras precisavam engomar as roupas e acessórios de cabeça, para tal utilizavam as claras e, claro, usavam as gemas para fazer doces, aos quais davam nomes religiosos: toucinhos do céu, papo de anjo, barriga de freira, pastéis de Belém e muitos outros.

Existe uma receita familiar, da região de Margueride, distrito de Porto. Pão-de-ló é uma sobremesa tradicional portuguesa, muito servida na época do Natal e da Páscoa.

Essa receita de bolo não é para ser recheada, é úmida, com a borda levemente crocante, por isso se come assim, sem recheio. Só tenho uma descrição: dos deuses!

Agora chega da aula de história, vamos para o que interessa: já para a cozinha!

  • 4 ovos inteiros
  • 5 gemas
  • 14 colheres de sopa de açúcar (180g)
  • 7 colheres de sopa de farinha (90g)
  • Papel vegetal
  • Manteiga para untar
  • 1 forma redonda (22 cm de diâmetro)

O segredo dessa receita é bater muito bem os ovos (passe-os antes por uma peneira para tirar a película da gema), até triplicar o volume, acrescentando o açúcar colher por colher enquanto bate (15 min na batedeira). Enquanto bate os ovos cubra a forma com o papel vegetal untado de manteiga,  deixando uma borda, pré aqueça o forno a 180ºC.
Com a gemada triplicada de volume e  sem desligar a batedeira junte a farinha peneirada aos poucos (uma colher por vez, só coloque a seguinte depois que a anterior já estiver bem misturada e incorporada à massa). Leve ao forno por 16 min (leva entre 15 a 18 minutos).  Enfie o palito na borda do bolo, ela deverá estar bem assada e o palito sair limpo, o centro vai baixar ao sair do forno e estaráo úmido.

Sirva ainda morno ou frio. Quero ver aguentar esperar esfriar, geralmente comia ainda quente.

A partir de hoje, vou publicar aos sábados receitas para as festas de final de ano.

Sábado é dia de dicas – bolo cremoso de milho

bolo de milho

Bolo de milho da lata – fácil no liquidieficador

Quer coisa melhor para comer no sábado do que um bolo gostoso com café, humm, senti até o cheirinho dos dois, por isso que resolvi publicar esta receita hoje, para dar tempo de fazer e comer no domingo.

Nessa receita o copo de medida é o americano, 200 ml (o descartável comum também tem 200ml)

  • 1 lata de milho (vai tudo, inclusive a

    água)

  • 1 copo de leite (americano, 200ml)
  • 1/2 copo de óleo
  • 3 ovos
  • 1 copo e meio de fubá
  • 1 copo e meio de açúcar
  • 1 pacote de queijo ralado
  • 1 colher (sopa) de fermento químico
  • 1 forma untada
  • manteiga para untar

Coloque os ingredientes no liquidificador na ordem da receita e bata bem, depois de untar a forma despeje a massa, leve para assar em forno (pré-aquecido) em temperatura média, por cerca de 40 minutos, ou até que fique dourado.

Rápido e ótimo! Pode comer!

Espera! Fez o cafezinho?!

vocês gostam de uva passa no arroz ou maçã na maionese?

Essa é a pergunta, tema de hoje, enquete para o Natal, no próximo mês.

Eu confesso: gosto dos dois! Descendente de família alemã mistura doce com salgado mesmo. Entre algumas misturas diferentes, temperamos alfaces com suco de laranja. Já experimentaram?! Alguns salpicam com açúcar inclusive.

Eu, por exemplo, gosto de azeitona preta no bacalhau, um pedacinho no pastel ou na empadinha, mas excesso de azeitona ou azeitona verde de aperitivo, eca, sai pra lá…

Então minha gente, respondam a pergunta e fala aí para mim, qual seria o seu prato exótico que gosta de comer?!

Cuca de liquidificador

Imagem0026
Massa de liquidificador?! Para cuca?!  Por que não?! Quando a saudade bate – ligo o liquidificador, porque não tem outro jeito mesmo.
Aqui queremos simplificar a vida, portanto se quiser uma cuca perfeita acho melhor comprar, perfeita mesmo só comi algumas em minha vida, as da minha avó Olga, as da minha tia-avó Marina,  e algumas da família delas, outras no Rio Grande do Sul. Atualmente, pude conhecer as da Anna Thaís, da Dona Cuca, aqui em Brasília, mas essa agora só em Canoinhas/SC, ela se mudou para lá e nos deixou na saudade…
30 min – 10 porções
Ingredientes para a massa:
  • 1/2 copo de óleo (aquele americano, se não tiver usa o copinho plástico de 200ml)
  • 1 copo de leite
  • 2 copos de farinha de trigo
  • ovos
  • 1 colher de fermento em pó
  • 1/2 colherinha de sal
  • 4 colheres de sopa de açúcar (se quiser uma massa mais doce, acrescenta mais 2 colheres)

Farofa:

  • 1  ½ copo de farinha de trigo
  • 1/2 colher de sopa de fermento em pó
  •  1  ½ copo de açúcar
  • 1/2  copo de margarina ou manteiga gelada
  •  1 colher de sopa de canela em pó

Para a farofa junte tudo com os dedos até formar bolotas homogêneas

Massa:
bater tudo no liquidificador, colocando sempre os ingredientes líquidos primeiro, depois os secos e por último o fermento. Pré aqueça o forno antes de bater os ingredientes.
Colocar a massa numa forma untada e farinhada (usei essas 2 para pão da foto aí em cima) e levar ao forno pré aquecido (10 min) a 200º C, por meia hora mais ou menos, já tendo enfiado as frutas frescas na massa. Fiz essa com mix de pêssego, ameixa e nectarina que a família amou, cada fruta fatiada e depois da massa colocada na forma, enfiei metade das fatias na massa. Depois cobri com a farofa.
Pode também polvilhar tudo com açúcar e canela, mas com a farofa de manteiga, farinha, açúcar e canela fica muuuuuuito melhor!
Agora me chama para avaliar na hora de comer, OK?!

Sábado é dia de dicas – Gelatina Rica

gelatina rica

Gelatina rica e bota rica nisso!!!

Nada como uma sobremesa refrescante para deixar a vida mais prazerosa, não é mesmo?! Essa eu fazia muito, muito mesmo, prática demais e não há pessoa que não goste.

  • 2 pacotes de gelatina vermelha (cereja, morango, framboesa, a que você mais gostar)
  • 1 lata de abacaxi em calda, escorrida
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite

Faça a gelatina como manda a instrução do pacote, diminuindo levemente a água (1 dedo a menos de água). Coloque para gelar por 1h. Pique o abacaxi em pedaços, sem a calda. Quando a gelatina estiver mais ou menos durinha, porém ainda tremendo, espero que não seja de medo,  bata no liquidificador com o leite condensado e o creme de leite, acrescente o abacaxi picado e volte para gelar novamente por mais 3h.

Prontinho, delícia minha gente! E tem muitas possibilidades, se não gostar de abacaxi, use morangos picados, crie e invente.

Para quem tem problemas com açúcar é só substituir por produtos diets, tem tudo, gelatina, leite condensado e abacaxi em calda, e usar o creme de leite light.

Não passe vontade pessoal!

Pudim da Silvia 

O propósito era escrever receitas fáceis e rápidas, afinal de contas ninguém precisa passar todo o final de semana na cozinha.

Encontrei essa no Facebook da minha amiga Silvia Ribeiro, pedi e ela me deu permissão para publicar no meu blog de receitas, o cozinhando. Ahhh Silvia vou compartilhar aqui também, é tão bom que merece ser conhecido por muito mais pessoas.

Quer uma receita mais tranquila do que essa?! Nem necessita ir ao fogo. É perfeita!

Ingredientes:

• 1 Creme de leite,

• 1 leite condensado,

• 1 leite de coco

• 1 caixa de maria mole de coco

• 1/2 xícara de água quente

• 1 xícara de açúcar

Desmancha a maria mole em menos de meia xícara de água fervente, põe todos os ingredientes no liquidificador, bate bem, queima açúcar na formade furo, coloca na geladeira, em 1 hora está pronto!

Silvia da próxima vez que eu for aí eu quero provar feito por você, afinal o da foto está maravilhoso!

A minha cozinha!

Cozinha

Aqui vou compartilhar com vocês as minhas receitas, as da minha família e as dos meu amigos. Todas já testadas e que gostamos de fazer.

IMG-20150621-WA0005

Sou de uma família onde os encontros sempre se deram em torno de uma mesa ou de um fogo, fosse ele do fogão ou da churrasqueira. É assim que recordo de alguns de meus melhores momentos.

wp-image--1073445176

A cozinha me emociona e me faz feliz, acho que consegui transmitir esse sentimento para os meus filhos e percebo os primeiros passos de minha neta mais velha nesse ambiente, com seus risotos. Meu marido também gosta, somos uma família de cozinheiros, os nossos encontros tem comida farta, feita com carinho, ele é essencial neste ato.

IMG-20141129-WA0006

Compartilhar, esse é o lema, sejam lembranças, carinho, comida, juntar todos esses ao mesmo tempo em torno de uma mesa é muito amor! E as recordações vão fluindo e nos convidando a receitas e mais receitas…


 

Mousse Falsa de Chocolate

chocolate_em_po

Uma mousse falsa de chocolate, é uma boa sobremesa, além de ser muito rápida de se fazer! Nada de trabalho agora, nenhum, impressionante! Mas precisa um tempinho de geladeira, então vamos lá:

  • 3 pacotinhos de suspiros de 100g  (de preferencia os menos açucarados, mais moreninhos) quebrados com delicadeza
  • 1 lata de creme de leite
  • 4 colheres de sopa de chocolate em pó ( chocolate e NÃO achocolatado)

É ridículo de simples isso!  Quebre os suspiros numa vasilha, misture bem o chocolate ao creme de leite e despeje tudo no suspiro,  misture, leve ao congelador ou ao freezer na vasilha ou em taças, por no mínimo 3 horas, para que os suspiros absorvam o chocolate e fiquem cremosos.  Para deixar mais bonito coloque em cima uma cereja, ou chocolate ralado, ou morangos.  Faça a festa!


 

Torta versátil

oven-polenta-1429812_1920

Olá minha gente!  A receita de hoje é uma das mais executadas na minha família por parte de mãe, tem uma fã fervorosa, como ela gosta demais, acabou sendo intitulada “Torta da Tia Eny”, quem prova acaba sempre pedindo a receita.

Uma das particularidades dessa receita é, você escolhe o recheio do dia. Fácil de executar e boa de comer, quer coisa melhor?!

Pré-aqueça o forno em temperatura média.

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de leite
  • 1 xícara de óleo
  • 12 colheres de sopa de farinha de trigo
  • meia xícara de queijo ralado
  • 1 colher de sopa de fermento químico
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 refratário grande
  • margarina ou manteiga para untar
  • queijo ralado para polvilhar

bata tudo junto no liquidificador, sempre coloque os líquidos primeiro, depois os ovos e por último os secos. Despeje a metade em um refratário untado, coloque o recheio da sua preferência, cubra com o restante da massa. Polvilhe com o restante do queijo ralado.  Leve ao forno pré-aquecido, temperatura média até dourar. O truque é o mesmo de sempre, o palito, se  fincar e sair sem massa está pronto.

Sugestões de recheios: frango desfiado e refogado, calabresa, salsicha, palmitos refogados, espinafre com ricota temperada com ervas, brócolis, aspargos… O refogado aqui sugerido é com alho (1 dente), cebola, tomate, salsa, cebolinha e sal e pimenta a gosto. Se ficar muito líquido, acrescente uma colherinha de maisena para que a massa não fique umedecida e difícil de assar.

Gente essa massa possibilita uma infinidade de recheios, confesso que só não tentei os doces, mas acho que pode rolar qualquer dia desses!

Dica – bolo Fit

Esse bolo não tem açúcar, leite ou farinha de trigo, o que o deixa muito leve é uma ótima opção para um café da tarde sem muitas calorias.

Vamos aos ingredientes:

  • 3 ovos
  • 5 bananas bem maduras
  • 2 xícaras de aveia (Pode substituir a aveia pela quinua)
  • 1 copo de damasco picado
  • 1/2 copo de nozes picadas
  • 1/2 copo de uva passa
  • 1/2 copo de ameixa preta picada

Pré aqueça o forno na temperatura média.

Coloque no liquidificador os ovos com as bananas e bata bem, depois passe para um refratário e ponha os outros ingredientes. Misture com uma colher. Coloque em uma forma untada e asse em temperatura média até o bolo ficar dourado.

Coe um cafezinho e aproveite o seu sábado!

Torta fria de atum

Essa torta além de ser simples, descomplicada, vai facilitar a sua vida, desde um lanche rápido até uma festa, quando tiver de levar alguma coisa. Quase nenhum trabalho aqui. Só sucesso! Rende bastante!

Você só tem que comprar produtos de boa qualidade.

  • 3 latas de atum
  • 2 pães de forma cortado ao comprido, para torta fria
  • 2 vidros de maionese light 500g
  • 1 vidro de geléia clara, pêssego, abacaxi, damasco, qualquer uma delas
  • caldo de legumes ou leite para umedecer o pão
  • pimenta do reino a gosto (opcional)
  • 1 prato grande

umedeça cada fatia de pão (se não tiver nem caldo nem leite, pode usar um pouco de água, com um borrifador fica melhor ainda), abrindo 3 fatias ao fundo, misture o atum com a maionese e intercale, pão, pasta de atum, depois de 2 camadas a terceira será de geléia, depois mais 2 camadas de pão e atum e está pronta. Cubra com o outro vidro de maionese e enfeite do seu jeito, com batata palha, salsa e cebolinha, azeitonas, picles, tomate cereja ou simplesmente riscar com o garfo, como aí em cima. Uma alface picada na volta dá um charme. Coloque na geladeira para esfriar e conservar, de preferência em um prato com tampa ou cubra com filme plástico.

Fala sério! Cansou de tanto trabalhar, facílima, serve de entrada para um jantar, ou um prato para mesa de petiscos ou para o que você quiser, já que a torta é sua!

Sardela e Caponata

Que tal um queijos e vinhos?

E essas receitas podem servir até para intolerante à lactose, coisa comum hoje em dia, mas com a minha sugestão pode, nada leva leite, troque apenas para frios e vinhos!

Vamos de Sardela e Caponata – delícia! Uma entrada italiana.

Nada difícil, só um pouco de cortes de legumes a faca…

Caponata

• 1 berinjela

• 1 abobrinha

• 1 cebola média

• 3 pimentões pequenos – 1 verde, 1 vermelho, 1 amarelo

• 1 xícara de azeitonas sem caroço

• 1 pacote de uva passa (opcional)

• meia xícara de azeite

• meia xícara de vinagre de maça

• pimenta do reino, pimenta calabresa à gosto

• 1 colher de chá de orégano

• sal a gosto

• 1 forma de alumínio pequena ou média

• papel alumínio

• 1 folha de louro

forre a forma com o papel alumínio, disponha os legumes previamente cortados em cubinhos, regue com a mistura do azeite com o vinagre e os temperos, junte a folha de louro e leve para assar em forno pré aquecido em 200ºC, coberto com papel alumínio. Leva uma meia hora, mais ou menos. Coloque as azeitonas picadas. Ajuste o sal para servir, dura uns 20 dias guardado na geladeira em pote fechado.

Essa o forno fez o trabalho por você! Então enquanto a caponata assa vamos fazer a sardela?!

Sardela

• 2 latas de sardinha grandes ou 4 pequenas

• 2 latas de atum ralado

• 1 lata de anchovas (opcional)

• 1 cebola média

• 1 dente de alho

• 1 lata de extrato de tomate pequena ou 3 colhes de sopa (Prefiro o do bichinho verde na frente rsrsrsrs)

• 1 xícara de azeite

• 1 folha de louro

• 1 colher de chá de orégano

• sal e pimenta calabresa à gosto

Escorra as sardinhas e amasse com o garfo, junte o atum escorrido, junte as anchovas amassadas (elas tem um gosto mais forte). Numa panela média leve o azeite ao fogo para dourar as cebolas com o alho picado ou espremido, junte o extrato de tomate para refogar mexendo sempre, acrescente o louro, depois de refogar o extrato por 5 min junte a mistura de sardinha, anchovas e atum e refogue por mais 5 min. Acrescente o orégano, a pimenta e ajuste o sal. Sirva frio, regado com um fio de azeite.  Dura uns 20 dias guardado na geladeira em pote fechado, coberto com azeite.

Compre um bom pão italiano e um azeite virgem prensado a frio para acompanhar essas delícias.

Sucesso!

Você encontra mais receitas no: https://cozinhandoadrianafetter.wordpress.com/

Comida marcante

comida brasileira

 

Há alguns anos eu fiz um curso de gastronomia, quando aprendi que temos três gastronomias mais diferenciadas e significativas no Brasil.

Temos três comidas que são as mais marcantes, a de Minas Gerais, a da Bahia, e a do Pará. Essas três gastronomias no Brasil marcam incrivelmente a história da comida do nosso país.

Eu particularmente gosto das três, como mais a mineira pela proximidade, mas as duas que realmente me encantam é a baiana e a paraense. São inigualáveis por sua origem.

Minas tem a sua base na carne de porco, a Bahia usa o dendê, e a culinária do Pará, que é indígena, tem a mandioca com base.

No Para o uso da mandioca é pleno, inclusive o da folha que vira tucupi, fervendo a mandioca brava por 7 dias, é o suporte para quase toda culinária paraense.

A da Bahia o fundo culinário vem da África do dendê e das pimentas.

Amo tutu de feijão, leitão a pururuca, moquecas, acarajé e abará, bonito no tucupi, maniçoba, caldeirada paraense e arroz com jambú. Deu água na boca!

Tive o privilégio de conhecer cada uma delas na sua terra natal, que delícia comer se servindo num fogão à lenha em Minas, conhecer o Ver-o-Peso e todos os ingredientes do Para, depois almoçar uma maniçoba nas Docas, sentar no Rio Vermelho em Salvador para se deliciar com um acarajé.

Sou apaixonada por comida suas origens, suas motivações, suas influências, e acredito que a culinária é a definição da cultura de um povo.

Masterchef

masterchef2

 

Assisti ao MasterChef e me emocionei. Me emocionei porque as candidatas falaram sobre toda a trajetória de vida delas e o quanto a vida delas mudou por ter entrado MasterChef. Foi um enorme aprendizado, não só de gastronomia mas também de vida.

Aí eu me pergunto qual é o diferencial que leva uma pessoa a vencer e a outra não?! O que distinguiu a Débora da Michelle no MasterChef?!

A Débora não precisava provar nada! Ela já era tida como favorita, excelente cozinheira desde o início. A Michelle tinha que provar tudo, mediana ela precisava mostrar que ela tinha uma capacidade de superação. Cozinhava bem, na média, não entendiam nem como ela tinha conseguido chegar na final.  Então ela não tinha nada a perder, jogou tudo, arriscou, apostou alto.

Esse foi o diferencial entre as duas, já que estavam na final, quem resolveu apostar tudo sem limites, levou. A Débora fez um cardápio muito bom, porém não houve novidades, ela seguiu nas farofas, que é o forte dela, a farofa gourmet. A Michelle inovou, tutano, cupim, e a sobremesa, abacaxi com hortelã, na tapioca coberto com baba de moça, gente de onde saiu isso?!

Não sei, mas foi ousado e esse diferencial deu a ela o prêmio, ousadia lacradora a da Michelle gente!

Assim nasceu uma chef!

 

Bolo de Churros

bolode churros.jpg

 

Galerinha gente boa aprendi uma receita sensacional que preciso dividir com vocês porque é fácil demais, rende muito e é sabor de churros, o que é isso minha gente?! É puro prazer gastronômico! Conheci churros ainda criança, numa viagem ao Uruguai, esse sabor ficou para sempre gravado em mim, no Brasil ainda não existia, bom demais!

Então vamos lá:

2 ovos
1  e 1/2  xícara de açúcar
1 xícara de leite
1 colher de sopa de manteiga em temperatura ambiente
2 xícaras de farinha
1 colher de sopa de fermento (você sabia que a tampinha da embalagem do fermento é a medida exata da colher?)
1 colher de sopa de canela
1 colher de sopa de essência de baunilha
Açúcar de confeiteiro para polvilhar
Doce de leite para cobrir e/ou servir junto às fatias
1 liquidificador
1 forma de furo própria para microondas (usei uma refratária grande com furo e foi a medida exata, o bolo cresceu até a borda)
Manteiga para untar
Coloquei os ingredientes no liquidificador nessa ordem: ovos, leite, açúcar e manteiga e bati até ficar um líquido cremoso, acrescentei 1 xícara de farinha e bati até incorporar, depois coloquei a outra e bati novamente. Acrescentei a canela, o fermento e a baunilha e bati uns 2 minutos mais. Untei bem a forma despejei a massa e levei ao microondas por 12 minutos em potência alta, quando desligar NÃO tire do forno, deixe descansar por mais 5 minutos lá dentro. Depois de pronto polvilhe com o açúcar de confeiteiro. Sirva com doce de leite.

Gente faça um bom café sente a mesa e desfrute esse prazer… Esqueci de tirar uma foto e a família não perdoou nem as migalhas rsrsrsrsrsrs…

Exigente

Eu tenho um sério problema, sempre convivi com pessoas que cozinhavam muito bem, aliás, extremamente bem, tempero caseiro, sem produtos industrializados. Qual é o problema?! Se tornar exigente!

Meu marido faz uma comida caseira maravilhosa! A costelinha de porco é de lamber os dedos, vocês nem imaginam o arroz com feijão. Minha filha faz uma comida mexicana incrível, sempre cozinhou bem, mas depois que fez esse curso, bate muitos restaurantes. Meu filho?! Panquecas, lasanha, bacalhau com natas, e os doces então…

Eu?! Confesso que não tenho feito muitas coisas ultimamente, por problemas de saúde, mas faço um goulash (ensopado de carne bovina de origem austro-húngara), um sukiyaki (prato típico japonês) e uma torta de nozes impecáveis. Minha lentilha de ano novo é o prato predileto da minha neta mais velha.

Geralmente marcamos refeições em família, é sempre uma ocasião cheia de comida boa.

Aí você resolve sair e comer num restaurante, muitas vezes é frustrante. Na minha cidade, Pelotas, a comida é muito boa. Aqui em Brasília o preço é que costuma ser muito bom.

Não me importo de pagar, mas me dê pra comer algo tão bom ou melhor daquele que tenho em casa.

Detesto sentir o gosto de caldo de galinha ou carne industrializado numa comida, isso sequer entra na minha casa. O que entra?! Louro, salsa, cebolinha, páprica, pimenta do reino branca, orégano, gengibre, salvia, tomilho.  Manjericão e pimenta vermelha é só colher, tenho em vasos.

Não sou enjoada não, gosto de qualquer tipo de comida, da esquina, da roça, do boteco, do bistrô, amo aquela feita num fogão a lenha, minha avó sempre cozinhou num.

O cheiro de um refogado de alho com cebola no azeite para mim é um perfume, delicioso.

Pode ser arroz com ovo, feito com carinho é tudo de bom!

Pastas ou patês

pastas_pates

Os amigos marcaram de repente, a sogra vai fazer uma visita rapidinha, aquela companhia que você quer impressionar topou tomar um vinho, calma, tem 4 pastas saindo agora. Além de fácil ainda é light, não é o máximo?!

Você vai precisar:

  • 2 copos de iogurte natural
    1 copo de requeijão light (200g)
    1 vidro de maionese light (200g)

coloque os ingrediente em uma vasilha e misture bem e divida em 4 partes

Para pasta de de ervas acrescente salsa, cebolinha e manjericão picados, ou bata tudo no liquidificador, mais fácil …

Para pasta de atum misture uma lata de atum ralado light, sem o líquido, escorra antes.

Para pasta de alho esmigalhe um dente de alho (tire o meio dele, é o que dá o bafinho), e coloque mais uma colherinha de seu tempero alho e sal (experimente para não salgar).

Para pasta de queijo coloque uma colher de sopa de queijo ralado ou um queijo de sua preferência, gorgonzola fica ótimo, para quem gosta como eu…
Você pode ainda testar outros sabores, misture qualquer outra coisa que você achar que vai ficar bom, azeitonas pretas, tomate seco, sopa de cebola, enfim se atire…

Não esqueça de temperar com sal a gosto, uma pimenta do reino branca e um fio de azeite de oliva.

Sirva com pães, torradas e biscoitos

Arrase!

Bem estar – A comida que conforta

canja

Eu tenho várias comidas para diferentes momentos! Lembro de ter lido um livro,  Não é Sopa, da Nina Horta, que me marcou profundamente, mesmo sendo sobre comida, tinha receitas, mas não era o objetivo principal.

A Nina reuniu uma série de crônicas sobre comidas,  numa delas falava sobre comidas que confortam. Comida de feira, que ela traduz como perversa, a indiana, a austríaca, que me identifiquei por ser muito parecida com a da minha avó. A de funerais, um dos capítulos mais instigantes. Outro é sobre comida para apaixonados. Vale a pena ler…

Eu guardei com muito carinho esse sobre a comida que nos dá um bem estar danado.  Meu marido me faz uma canja deliciosa quando não me sinto bem ou adoeço, é a da foto acima, quem não se sentiria melhor com um prato feito com tanto carinho?!

Quando estou com frio vou para cozinha e faço um mingau, coisa de criança mesmo. Quem não lembra das comidas de família?! São as que mais nos tocam. A Rita Lobo fará a próxima temporada de seu programa sobre comidas de família, começou com gemada!

Me conta aí, qual é a comida que te conforta?!

Sábado é dia de dicas – Tempero caseiro básico

temperos

Bem se você é como eu gosta de cozinhar, mas não gosta de toda hora ter que descascar e picar alho e cebola, vamos para uma solução prática e barata, de durabilidade incrível e de muita versatilidade, a d o r o !

Porque chamei o tempero de básico? Porque ele é a base para você enlouquecer e fazer no mínimo 3 outros…

Inventar na cozinha, acho incrível essa capacidade. Então é o seguinte, pegue essa receita e coloque mais salsa e cebolinha, parabéns, fizemos um tempero verde.

Aí deu a louca, e coloca pimenta dedo de moça ou calabresa (umas duas ou três, caso você não seja baiano, senão você abrirá as portas do inferno), terá o apimentado.

Quer um mais sofisticado?! Coloca tomilho, sálvia e louro, ervas de provence, ui, você tá metido, francês puro, minha combinação predileta para carnes, (não coloco alecrim para bater, fica amargo).

Orégano, manjericão e manjerona, mama mia, italianíssimo! Viu quantas variedades podem surgir de uma única base?!

Pode colocar cheiro verde e pimenta de cheiro, o que você mais gostar, crie e invente a vontade, afinal, o tempero é seu!

  • 1 k de cebola
  • 5 cabeças grandes de alho, ou 8 pequenas (para descascar alho em grande quantidade coloque as cabeças em uma panela, tampe e sacuda freneticamente por 15 segundos, as cascas soltarão facilmente)
  • 1/2 copo de óleo (ou azeite, prefiro esse)
  • 1 colher de chá de sal

Descasque as cebolas e o alho, leve ao liquidificador com os demais ingredientes, bata bem e coloque em um recipiente com tampa, eu prefiro vidros. Cubra com óleo ou azeite, seu tempero durará uma eternidade, na geladeira.

Serve para refogar arroz, feijão, legumes, verduras, temperar carnes. Isso é tempero pra mais de mês… Aí, se quiser divida em 4 porções, deixe uma pura para o arroz e o feijão e, nas outras, invente, bata com o ingrediente que melhor lhe aprouver!

Bom final de semana pessoal!

Cozinha sustentável

earth-405096_1920

Dois conceitos que me atraem: cozinha e sustentável. Temos que começar a pensar num mundo viável e nada como começar com pequenas atitudes, dentro da nossa própria casa, de modo bem simples.

Cozinhar em casa com produtos naturais como alho, cebola, tomate, pimentão, salsa e cebolinha, a base do nosso refogado é extremamente saudável. Se você conseguir aliar a sua cozinha com a compra de produtos sazonais, feita com pequenos produtores locais, (que na sua maioria usam técnicas simples de plantio, sem agrotóxico) e utilizando tudo o que é possível deste produto, parabéns, você está praticando a cozinha sustentável.

Vamos ver como isso funciona?! Estamos em agosto, o que se produz em agosto? Nos legumes temos cenoura, abóbora japonesa, abobrinha, batata doce amarela, berinjela, cará, ervilha, inhame, mandioca e mandioquinha. Nas frutas: abacate, atemóia, carambola, kiwi, laranja, lima da pérsia, maçã fuji e red, mamão formosa, maracujá, mexerica, morango, sapoti e  tangerina. Nas verduras: agrião, beterraba com folhas, brócolis, cenoura, coentro, couve, couve de bruxelas, couve-flor, erva-doce, espinafre, hortelã, louro, mostarda, orégano, rabanete e repolho. (fonte blog da CEAGESP)

Quando você consome um produto sazonal você ganha de duas maneiras, no bolso e na nutrição. O produto consumido na época certa de sua safra preserva todas as suas qualidades, sabor, cor, textura, a saúde agradece.

Aproveitar esse produto em sua integralidade nos remete a novas experiências, como o bolo de casca de banana, a batata rústica onde a casca é aproveitada, o omelete de talos de salsinha, riquíssimo em vitamina C. Além disso você pode cozinhar a beterraba no feijão, ele ganha em ferro e você no gás de cozimento. A batata doce tem o mesmo tempo de cozimento do arroz. Ou seja, mil possibilidades de aproveitamento do todo.

Lembra que nossas mães e avós aproveitavam tudo?! O arroz branco virava bolinho, arroz de forno. O feijão, tutu, feijão mexido, nada era jogado fora, e feijão e arroz um mexidinho, é esse o conceito.

Abra as fronteiras da experimentação, você só tem a ganhar com a cozinha sustentável, grandes Chefs perceberam isso e apostaram nesse conceito. O planeta terra agradece!

Copiei algumas idéias da fleischmann  que achei bem legais.
Confira como reaproveitar melhor os alimentos

• Folhas de cenoura, beterraba, batata-doce, nabo, couve-flor e abóbora: faça bolinhos, sopas e cremes, suflês, farofas, patês, tortas, massas e recheios para panqueca.

• Cascas de goiaba, banana, laranja, mamão, maçã, abacaxi e manga: prepare compotas, doces caramelados, doces cristalizados, sucos, bolos e geleias.

• Talos de espinafre, agrião, acelga, brócolis, beterraba e couve-flor: use no preparo de sopas, refogados, farofas, omeletes, tortas e recheios para massas em geral.

• Sobras de carne assada, carne moída, peixe e frango: dá para fazer croquetes, omeletes, tortas, recheios para panqueca, bolo salgado, escondidinhos, suflês e bolinhos.

• Sobras de arroz e feijão: faça bolinhos de arroz, tortas, arroz de forno, arroz-doce, risotos, feijão-tropeiro e virado.

• Ao usar metade do abacate, deixe a outra parte com o caroço. Isso evita que a fruta estrague rápido.

• Sobras de bolacha não devem ir para o lixo. Esmigalhe, guarde em um vidro fechado e utilize para preparar pavês e tortas.

Fonte: http://www.falecomfleischmann.com.br e http://www.dicasdecozinha.com.br

Minhas Dicas – truques na cozinha

Resolvi listar algumas dicas que sempre usei na cozinha para facilitar a vida, então vamos que vamos porque o final de semana está só começando:

  • esfregar sal nas mãos tira o cheiro de cebola e de alho, depois é só lavar com água corrente;
  • depois de usar limão lave as mãos abundantemente, o suco ácido queima a pele em contato com o sol, podendo criar bolhas (vale para laranja, caju, maracujá…);
  • para descascar alho em grande quantidade coloque as cabeças em uma panela, tampe e sacuda freneticamente por 15 segundos, as cascas soltarão facilmente;
  • esfregar nabo cru na roupa onde derramou shoyo ajuda a eliminar a mancha, é inacreditável;
  • separar facas para diferentes usos conserva o fio, por exemplo, não use a faca de carnes para cortar cebolas ou limões, o suco ácido tira a afiação;
  • não lave cogumelos, eles são como esponja, absorvem a água, dificultando o cozimento, passe apenas um papel toalha;
  • para tirar o famoso “gosto de ovo” você deve retirar a película que reveste a gema, ela tem enxofre, o que dá esse gosto peculiar;
  • colocar vinagre ou casca de limão na água fervente não deixa que a panela escureça;
  • adicionar uma colherzinha de bicarbonato de sódio a água que cozinha verduras faz com que elas mantenham a cor vívida;
  • Sempre pré aqueça o forno por 10 min antes de assar alguma comida;
  • Aproveite a água em que cozinhou os legumes para fazer um arroz aromático e mais nutritivo;
  • O tempo de cozimento da batata doce é o mesmo do arroz, que tal aproveitar para cozinhar os dois juntos?! Basta colocar a batata doce cortada em fatias grossas e acrescentar a água do arroz.

Essas foram as principais que me ocorreram,  quem tem mais alguma coloca nos comentários, OK?!

Comida na mesa

comida na mesa.jpg

Uma das paixões da minha família é comer, e comer bem! Todos aqui cozinhamos, uns mais outros menos, inclusive a neta mais velha, mas tudo com qualidade.

Reunir a família em torno de uma mesa de boa comida é reconfortante.

Neste momento em que escrevo, meu marido está na cozinha assando uma costelinha de porco e o aroma do limão siciliano do tempero está chegando até a mim, pense numa inspiração rsrsrsrsrs.

Aprendi a cozinhar com a minha avó, doceira de mão cheia, a comida salgada também era maravilhosa. Jantávamos todos os domingos com ela, filhos, netos e agregados, por vezes mais de 20 pessoas, ela fazia questão. Mesa farta, tudo feito por ela, da sopa, aos pratos até a sobremesa, muita saudade!

A boa comida reúne, agrega, nos deixa feliz.

Que a mesa seja sempre um momento de felicidade!

Boa semana pessoal!

 

Vai um cafezinho aí?!

café

Gente eu amo café, mas o meu amar vai um pouco além de gostar de tomar rsrsrsrs. Resolvi ler sobre café,  fiz um curso de barista , por fim abri uma cafeteria, faz tempo.

Não tenho mais a cafeteria, passei adiante, descobri que gosto mesmo é de servir um bom café, vender não é a minha praia.

Hoje resumo essa paixão da seguinte forma: tenho uma boa cafeteira em casa, compro um bom café em grão, que moo em casa e coo o café na hora de tomar. O curso de barista fez isso comigo, me fez gostar da qualidade…

Ao contrário do que é dito, um bom café pode fazer bem à saúde.  Um café feito e tomado na hora está livre de boa parte da cafeína, um espresso (com S mesmo, café feito na hora, como significa na Itália) é melhor ainda, cheio de óleos essenciais, muito benéficos.

Nasci numa cidade onde a maioria das pessoas toma uma bebida chamada essência, eu explico, coa-se um café super forte, se guarda numa garrafinha e vai acrescentando a mesma na xícara com água quente quando se quer tomar um café. Outra opção comum em Pelotas é o café solúvel. Eu particularmente não gosto de nenhuma dessas opções.

Também em Pelotas existe o café Aquarios, onde a maioria dos homens se reúne para tomar café e discutir todos os assuntos possíveis, hoje em dia é mais frequente a presença das mulheres. Lá se toma uma opção melhor à essência e ao solúvel, café da hora. De uns tempos para cá chegaram os espressos. Tem uns bem legais na cidade.

Já tomei muitos cafés coados, claro, até hoje tomo, se for na sua casa tomarei de bom grado. Mas toda paixão tem dessas manias, deixar na gente um traço de perfeccionismo em busca do melhor sempre.

Hoje tomo apenas 2 ou 3 cafés por dia, mas todos de qualidade, a saúde agradece!

Ótimo fim de semana!

Cozinhando

coração cozinhando

Hoje vou puxar a sardinha para o meu lado!
Se você quer ver umas receitas simples, práticas e rápidas visita o meu blog Cozinhando!

Fui escrevendo lá todas as receitas de cabeça que eu fiz no decorrer da minha vida, de memória.

Vez ou outra vou postar aqui algumas receitas, porque ninguém merece, por mais que goste de cozinhar, passar um final de semana na cozinha, não é?!

Tenta essa aqui: As latas me salvaram!

A fotinha é para mostrar para vocês que nem todos dominamos todas as habilidades  da vida rsrsrsrsrs…