Natal – Van Dike

Eu estou pensando em você hoje porque é Natal, e eu lhe desejo felicidade.

E amanhã, porque será o dia seguinte ao Natal,

Eu ainda lhe desejarei felicidade.

Eu posso não ser capaz de lhe falar sobre isto diariamente,

Porque eu posso estar ausente, ou nós podemos estar muito ocupados.

Mas isso não faz diferença.

Meus pensamentos e meus desejos estarão com você da mesma forma.

Qualquer alegria ou sucesso que você tenha, me fará feliz. Me iluminará por todo ano.

Eu desejo a você o Espírito do Natal.

Van Dike

Uma idéia de Natal

manger-1101615_1920

A minha ideia de Natal é em família, cercada pelos que eu amo. Por isso a coisa mais marcante pra mim é o presépio.

Sempre tivemos árvores de natal lindas dentro de casa, a que a minha vó montava era a maior e a mais bonita de todas. A da nossa casa todos nós ajudávamos a montar, com as bolinhas multicoloridas, que eram ainda quebráveis. Tinha coisas muito especiais, botinha do papai Noel, estrela guia. Era tudo guardado como relíquia e desencaixado todos os anos, para no seguinte fazer parte da nova árvore que era um pinheiro natural, um galho dele.

Na casa da minha vó, além da árvore, sempre teve um presépio simples mas significativo.

Tinha a visita de um papai Noel, com uma máscara assustadora e a distribuição dos presentes.

A meia-noite cantávamos noite feliz, crianças e adultos, mesmo no ano do falecimento do meu avô.

Assim são as lembranças dos meus natais em criança. O Natal me emociona sempre.

Espero que meus netos lembrem desta data com o carinho que eu tenho das minhas recordações, também espero que eu proporcione a eles lembranças doces como as minhas, porque recordar é viver e viver com carinho é tudo de bom!

Desejo a todos vocês um feliz natal, sempre lembrado do querido aniversariante ❣️

Entrada para festas – porque aqui tem dicas de receitas

fillet-of-beef-2731970_1920

Lagarto em conserva, na panela de pressão

Essa receita é mais gostosa no dia seguinte e dura por um bom tempo na geladeira…

Se você é uma daquelas pessoas que não gostam de gordura, vai ter um pouco mais trabalho, terá que limpar o lagarto! Então, é o seguinte, tira a película em volta da carne, e a gordura, é lógico!

  •  1 lagarto pequeno (mais ou menos 1,5 k)
  •  2 tabletes de caldo de carne
  •  1 xícara de azeite + 4 colheres de sopa  (não sou doida, é isso mesmo)
  •  1 xícara de vinagre branco
  •  3 cebolas picadas divididas em 2 porções (vai usar metade antes e a outra depois)
  •  2 colheres de molho de soja, as de arroz (é aquela gigante mesmo, de servir arroz)
  •  1 panela de pressão acima de 4 litros
  •  azeitonas para salpicar (a gosto)
  • um pão italiano fatiado

Esfarela os 2 caldos de carne e passa no lagarto já limpo, deixa descansar por 2h na geladeira para pegar o tempero, eu geralmente deixo a noite na geladeira.

Se for assim, dia seguinte, levanta, toma o seu café e parte pra cima do lagarto!

Esquenta as quatro colheres de azeite na panela de pressão e refoga metade da cebola, coloca o lagarto e deixa dourar virando os lados, por uns 10 min. Acrescenta o vinagre e o restante do azeite (a xícara).

Tampa a panela e deixe cozinhar por 30 min depois que chiar. Tire a pressão, abra e coloca o restante da cebola e o molho de soja. Tampe novamente e deixe cozinhar por mais 20 min. Se estiver com pouco caldo pode colocar mais meia xícara de água para o cozimento.

Deixe esfriar e corte a carne em fatias finas, coloque as fatias de azeitonas ou inteiras por cima, regue com o molho da panela. Eu gosto de colocar pimenta do reino socada e triturada, faça do seu jeito que vai ficar lindo.

É ótimo para comer de entrada ou aperitivo acompanhada de fatias do pão italiano, torradas, ou pão árabe.

Senhor, como gosto dessa receita! Deu até água na boca só de escrever para vocês!

Um feliz Natal minha gente, lembrando sempre do principal convidado, o aniversariante!

Pavê de chocolate – uma das minhas saudades

 

image-1.jpg

Atenção – Precisa de tempo para gelar  – 6h

É pavê, o melhor pavê de chocolate da minha vida, minha avó fazia em ocasiões especiais, véspera de ano novo, por exemplo!

Estou revivendo essa lembrança  de criança, porque minha avó fazia ser especial, principalmente as comidas, que eram maravilhosas.

Vamos para a receita:

• 1 caixa de chocolate 200g – de muito boa qualidade

• 1/2 k gordura de coco

• 1 pacote de biscoito champanhe

• 6 gemas

• 6 claras batidas em neve

• 1 xícara de nozes ou cereja em calda ( o que você preferir)

• 12 colheres de açúcar

• 1 xícara de cafezinho de licor

• leite para umedecer os biscoitos

• óleo para untar o prato

• papel alumínio

Faça uma gemada com as gemas e o açúcar, misture o chocolate, derreta a gordura de coco (não ferva, só aqueça levemente para derreter) e incorpore à gemada com o chocolate, por fim misture as claras batidas em neve lentamente.

Unte uma vasilha funda, de preferência retangular, com óleo, coloque um pedaço de papel alumínio untado com óleo no fundo, coloque uma camada de creme de chocolate alternando com o biscoito champanhe molhado no leite com licor (nozes, amareto, amarula ou chocolate), entre cada camada salpique as nozes ou cerejas,  finalize com uma camada do creme.

Leve ao congelador por 6h, retire do gelo 20 min antes de servir, vire em um prato raso, o pavê vai escorregar, retire o papel alumínio puxando com cuidado, corte em fatias para servir. A textura é cremosa e firme.

O sabor é forte, bem forte! Um vendaval no paladar!

vocês gostam de uva passa no arroz ou maçã na maionese?

Essa é a pergunta, tema de hoje, enquete para o Natal, no próximo mês.

Eu confesso: gosto dos dois! Descendente de família alemã mistura doce com salgado mesmo. Entre algumas misturas diferentes, temperamos alfaces com suco de laranja. Já experimentaram?! Alguns salpicam com açúcar inclusive.

Eu, por exemplo, gosto de azeitona preta no bacalhau, um pedacinho no pastel ou na empadinha, mas excesso de azeitona ou azeitona verde de aperitivo, eca, sai pra lá…

Então minha gente, respondam a pergunta e fala aí para mim, qual seria o seu prato exótico que gosta de comer?!