Pelotas

IMG_20171104_122422304_HDR_2

Pelotas é uma cidade linda como diz uma amiga, a pequena Paris, mas muito mal valorizada no seu aspecto turístico. Eu particularmente não entendo como faz tão pouco sucesso, parece com Paris, com Buenos Aires, com a parte antiga de Montevidéu.

Possui uma praia, na lagoa dos Patos, o laranjal, que é um dos lugares mais bonitos onde eu já vivi e, mesmo tendo viajado, para mim, é um dos lugares mais marcantes, com pôr-do-sol lindíssimo, nascer do sol mais bonito ainda, quando o luar brilha prateando a lagoa é uma coisa fantástica.

Eu poderia ficar aqui falando sobre os aspectos turísticos de Pelotas, mas não é isso que eu quero abordar hoje.

Estou voltando pra lá na em breve. Apesar de ser consciente da beleza da minha cidade, não é um lugar para onde eu gosto de voltar. Para mim é o local onde eu comecei a perder os meus queridos, pessoas com quem eu convivi e a quem amei e que não estão mais comigo, ou que em breve partirão. Conforme me aproximo da cidade o coração vai apertando.

Já estive lá a passeio, junto com o meu marido, que foi para conhecer, isso ajudou bastante a segurar a minha onda.

Quando retorno sozinha, com para ver minha mãe idosa e doente, sempre fica mais difícil, as decisões sempre acabo tendo que tomar sozinha, pesa.

Peço aos céus que sempre me orientem e me guiem, nessa viagem, na vida e, principalmente, em Pelotas.

Comida marcante

comida brasileira

 

Há alguns anos eu fiz um curso de gastronomia, quando aprendi que temos três gastronomias mais diferenciadas e significativas no Brasil.

Temos três comidas que são as mais marcantes, a de Minas Gerais, a da Bahia, e a do Pará. Essas três gastronomias no Brasil marcam incrivelmente a história da comida do nosso país.

Eu particularmente gosto das três, como mais a mineira pela proximidade, mas as duas que realmente me encantam é a baiana e a paraense. São inigualáveis por sua origem.

Minas tem a sua base na carne de porco, a Bahia usa o dendê, e a culinária do Pará, que é indígena, tem a mandioca com base.

No Para o uso da mandioca é pleno, inclusive o da folha que vira tucupi, fervendo a mandioca brava por 7 dias, é o suporte para quase toda culinária paraense.

A da Bahia o fundo culinário vem da África do dendê e das pimentas.

Amo tutu de feijão, leitão a pururuca, moquecas, acarajé e abará, bonito no tucupi, maniçoba, caldeirada paraense e arroz com jambú. Deu água na boca!

Tive o privilégio de conhecer cada uma delas na sua terra natal, que delícia comer se servindo num fogão à lenha em Minas, conhecer o Ver-o-Peso e todos os ingredientes do Para, depois almoçar uma maniçoba nas Docas, sentar no Rio Vermelho em Salvador para se deliciar com um acarajé.

Sou apaixonada por comida suas origens, suas motivações, suas influências, e acredito que a culinária é a definição da cultura de um povo.

Você já foi a Bahia nega?! Então vá…

Sempre que conheço um lugar pelo qual me apaixono tenho vontade de mostrá-lo a todas as pessoas que convivem comigo. Assim foi com Salvador.

Salvador, porque circunstâncias mágicas nos fazem lembrar de coisas boas e Salvador, certamente, é uma coisa ótima em minha vida. Lá tenho amigos que conheci trabalhando e hoje fazem parte de mim. Por eles sinto saudade eterna …

Terra de bons amigos, pessoas queridas, excelentes profissionais, sim na Bahia se trabalha muito e bem! Profissionais que deveriam constar na lista dos melhores.

Salvador tem uma energia mágica, sempre quero voltar, mais e mais … Devo ter ido umas dez vezes, muitas a trabalho.

Quando estava no mestrado um amigo meu, Paulo, me dizia que abriria uma consultoria chamada Rio Vermelho, eu, gaúcha recém cortando o meu cordão umbilical com minhas raízes, não tinha noção do quanto o bairro do Rio Vermelho marcaria a minha vida.

Lá a Salvador moderna acontece! Nas rodas de acarajé da Dinha ou da Cira,  na Borracharia (uma borracharia que as 6ª feiras vira o melhor lugar da face da terra pra se dançar, com DJs ótimos). Tinha também outros lugares ótimos onde dancei na nave e no bumerangue, confesso que não sei se ainda existem.

E a paisagem?! Desça do avião e pegue um ônibus executivo no aeroporto, vá até o final da linha, você terá visto toda a orla de Salvador. Passeio deslumbrante até a Barra, onde tudo começa, até o carnaval, seguindo para o Pelourinho, só admirando cada beleza, uma atrás da outra.

Comida nem falo de tão boa, pode ser o filé do Juarez, o Paraíso Tropical, o Yemanjá ou a Doce Sonhos, qualquer um vai te deixar com gostinho de quero mais.

As praias são lindas! A da foto é a da Barra, vou enumerar as minhas favoritas, Porto da Barra, Farol da Barra, Ondina, Stella Maris e Flamengo.

Salvador, cidade linda, povo fantástico, terra para se amar, faltam cuidados às pessoas e àquele lugar maravilhoso!

Vou voltar, com certeza!

Quero Viajar!

painel viagem

Esse é o meu desejo de futuro, porque futuro e não imediatamente?! Essa é a pergunta que não quer calar…

Desde o ano de 2017 a minha saúde resolveu me sacanear, e não foi pouco não!

Em agosto também tive que fazer uma cirurgia no ombro, rompi totalmente um tendão e parcialmente outros dois, nem me perguntem como, simplesmente não sei, o que sei?! Que tive de entrar na faca e ficar 2 meses imobilizada, fisioterapia por uns 6 meses ou mais…

Recuperação lenta, isso vai me atrasar alguns meses, cirurgia, fisioterapia, acupuntura para recuperar todos os momentos perdidos.

Assim que estiver recuperada pretendo me organizar.  Quem sabe também um pequeno grupo de pessoas, que, assim como eu, gostam de viajar, ou nunca viajaram e querem companhia, ou vão pela primeira vez ao exterior e ainda não se sentem seguras.

Tenho essa vontade! Ainda não sei o que o futuro me reserva…

Faço planejamentos minuciosos de todas as etapas de uma viagem, desde a saída até a volta, para conseguir o melhor, com o preço justo. Fiz a experiência organizacional comigo e mais três amigas que se dispuseram a ser minhas cobaias, em junho do ano passado.

Nessa última viagem, estabeleci contatos para deixar tudo mais tranquilo para esse projeto futuro.

Quero fazer em breve, a organização da viagem com o meu marido, para irmos juntos para Portugal e Espanha, já planejei quatro roteiros diferentes, falta decidir qual colocarei em prática.

Então quem estiver afim comece a se planejar, eu vou viajar, assim que me sentir plenamente recuperada, 2019 que me aguarde!

Hoje dedico Martha Medeiros para vocês!

IMG_0794

A Morte Devagar

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições. Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece. Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida. Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo. Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar. Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população. Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.

Martha Medeiros

Pequenas visões de um lindo mundo

Viagem Portugal e Espanha – junho de 2017

inicio da viagem

Início da viagem – aeroporto de Brasília

navegantes

Navegadores – Lisboa

fonte Lisboa

Lisboa

elevador Santa Justa - Lisboa

Elevador Santa Justa – Lisboa

bairro alto Lisboa

Lisboa Bairro Alto

catedral coimbra

Catedral Coimbra

interior catedral Coimbra

interior Catedral Coimbra

Jardim das Lagrimas - Coimbra

Jardim das lágrimas Coimbra

Porquinho Mealhada

Mealhada – porquinho porque ninguém é de ferro

Beleza de Aveiro

Aveiro – canal

Bela Aveiro

A bela Aveiro

Porto Gaia - Rio Douro noite

Rio Douro – Porto ao fundo, Gaia abaixo

Livraria Lello Porto

Livraria Lello – Porto

Igreja Porto

Igreja dos Clérigos – Porto

Cafe Majestic Porto

Café Majestic – Porto

Bucolica Obidos

A bucólica Óbidos

Madri

Madri

Palacio de Cristal Madri

Palácio de Cristal – Parque do Retiro – Madri

Parque do Retiro Madri

Parque do Retiro Madri

Parque do Retiro2 Madri

Parque do Retiro Madri

Porta de Alcala Madri

Porta de Alcalá Madri

Estação Atocha Madri

Estação Atocha Madri

Sagrada Familia frente

Sagrada Família Frente – Barcelona

interior sagrada familia

Panorâmica interior Sagrada Família

Luminosidade da Sagrada Familia

Luminosidade Sagrada Família

Sagrada Familia fundos

Sagrada Família fundos Barcelona

Casa Amtller

Casa Amatller – Barcelona

La Pedrera Barcelona

La Pedrera – Barcelona

Parque Monjuic Barcelona

Jardim monte montjuïc barcelona

Barcelona de onibus

Barcelona de ônibus- Praça da Espanha

Barcelona linda

Visual de Barcelona

Barcelona de cima

Outro ângulo Barcelona

Uma viagem, uma história, muitas vidas

barcelona grandiosa

Museu Nacional de Arte da Catalunha – Barcelona

Conhecer outros lugares novos me refaz. Me formei em Estudos Sociais e depois em História, sou uma apaixonada pelas crônicas da vida. Sim, porque história para mim é um conjunto de crônicas de muitas vidas.

Sagrada Família

Eu tirei a foto do post de um ônibus de turismo, estava em Barcelona e queria conhecer muito mais da história e lugares dessa cidade majestosa, onde ao caminhar se olha para cima, baixo, lados e os detalhes são tantos que provavelmente você perderá 80% deles. Me sentia com saudades e nem tinha ido embora ainda. Queria descer e caminhar por esse lugar grandioso.

Calçada do Parque Guell

Subi nesses ônibus com vontade absorver tudo o que com os pés eu não poderia conquistar e foi pouco. Foram 3 coletivos, o vermelho, o azul e o verde, para sanar a minha sede de conhecimento.

Teto da Catedral Sagrada Família

Apesar da mais de centena de países que existe no mundo e minha vontade de viajar por muitos deles, Portugal e Espanha conquistaram o meu coração, para eles retornarei sempre que a vida assim me permitir.

Casa Amatller

Essa é apenas um pouco das maravilhas desta cidade única.

img_0855

Porto

 

fonte Lisboa

Lisboa

Boa semana gente!

Lisboa, um amor antigo

Lisboa - ultimo dia_choro

O que dizer de um lugar que você chora ao pisar, como se estivesse voltando depois de anos de saudade?!

Foi essa a emoção que senti ao chegar em Lisboa, estava voltando para a minha terra…

Planejei essa viagem por 10 anos. Comprei um guia de turismo, ainda em papel e fui lendo, sem ter a idéia de quando iria realizar esse meu sonho. Sabia que um dia essa expectativa iria se concretizar, isso eu tinha certeza!

Fiz essa viagem com duas grandes amigas, que me ajudaram a materializar um pensamento acalentado por muitos anos.

Já fui duas vezes a Portugal, por mim iria mais e outra vez, e de novo e novamente. Sem nunca cansar do meu lugar mágico.

Te convido a concretizar os teus sonhos… Vamos juntos?!

 

 

E lá vou eu…

caminhão na estrada

 

E de caminhão, sim você leu direitinho.  Viajo de caminhão com o meu marido desde 2012.

Nada como conhecer o Brasil estrada a fora, de pertinho, ele a trabalho e eu como acompanhante. Amanhã seguimos para o interior de Minas.

Então não estranhe se me sentir um pouco ausente, tô na estrada e nem sempre conectada!

Viagem

Estação Atocha - Madri - Espanha

Eu leio muito sobre viagens! Acho que o turismo é uma vocação tardia que se apresenta.

Gosto de planejar uma viagem nos mínimos detalhes. Começo pensando, lógico, o para onde, em primeiro lugar. Ao decidir lugar, decido qual a melhor estação para mim, então escolho a data.

Escolher o hotel é uma incursão menor ao passeio, antes mesmo de viajar, preciso conhecer a cidade e as suas perspectivas, sim, então leio muito sobre o local, consulto o maps , dou uma viajada antecipada.

Viagem é sonho, uma alegria, a mais quando tudo é planejado com detalhes. A minha jornada é uma delicia desde o planejamento, que dura meses, curto cada momento, viajo mesmo antes!

Estava lendo uma matéria, relativa a uma pesquisa do booking.com . Falava sobre a felicidade das pessoas ao viajar, o destaque era: as pessoas se sentem mais felizes ao viajar do que ao casar.

Bem tenho uma consideração aqui, são momentos diferentes. Viajar é uma paixão, cada lugar, uma paixão momentânea. Um namoro também começa como paixão, vira amor no decorrer. Viajar é ter vários namoros, casamento é se decidir por um só.

Para viajar não precisa de consorte, apenas decidir para onde se quer ir…
E aí gente, quem como eu gosta de viajar?!

Boa semana! Bons sonhos, boas viagens…