Torta de banana – Sobremesa de segunda a domingo

Pense que sobremesa boa!

Uma das minhas favoritas desde criança, aprendi com a minha avó, que servia nos jantares de domingo em família, deliciosamente deliciosa, se é que isso existe!

Fácil demais, a parte mais difícil é esperar esfriar para comer.

• 6 bananas nanica ou prata  cortadas ao comprido  (3 fatias por banana)

• 100 g de manteiga

• 6 claras batidas em neve

• 6 gemas batidas em gemada

• 12 colheres de sopa de açúcar para as claras

• 12 colheres de sopa de açúcar para as gemas

• 1 colher de chá de baunilha

• 1 colher de chá de maisena

• 1 frigideira tefal

• 1 prato refratário médio

Depois de cortar as bananas ao comprido frite levemente as fatias na frigideira, uma a uma, vai por mim não dá trabalho, pára de reclamar, coloque a manteiga aos poucos, um pedaço para cada fatia, passa um lado, passa o outro, tira para o prato refratário, simples assim, cubra o prato (não queremos mosca no doce).

Depois disso bata as claras em neve adicionando depois o  açúcar de 2 e duas colheres, batendo para misturar bem e reserve  (uma batedeira aqui ajuda muito)

Faça a gemada com as gemas, o açúcar e a baunilha  (aqui a batedeira dá aquela força também), depois de pronta acrescente a maisena mexendo para desmanchar bem.

Disponha a gemada em cima das bananas e por cima coloque as claras em neve fazendo picos para dourar, igual a foto aí em cima, isso ajuda a saber quando tirar do forno. Leve ao forno pré aquecido (10 min aquecendo), por uns 20 minutos ou quando os picos estiverem bem dourados.

Agora vem a pior parte: espere esfriar para comer, se aguentar!

Arrasei! Essa sobremesa qualquer pessoa com intolerância à lactose ou glúten pode comer, não é o máximo?!

Ahh, engorda, tá?! Porque nem tudo é perfeito…

Cuca de liquidificador

Imagem0026
Massa de liquidificador?! Para cuca?!  Por que não?! Quando a saudade bate – ligo o liquidificador, porque não tem outro jeito mesmo.
Aqui queremos simplificar a vida, portanto se quiser uma cuca perfeita acho melhor comprar, perfeita mesmo só comi algumas em minha vida, as da minha avó Olga, as da minha tia-avó Marina,  e algumas da família delas, outras no Rio Grande do Sul. Atualmente, pude conhecer as da Anna Thaís, da Dona Cuca, aqui em Brasília, mas essa agora só em Canoinhas/SC, ela se mudou para lá e nos deixou na saudade…
30 min – 10 porções
Ingredientes para a massa:
  • 1/2 copo de óleo (aquele americano, se não tiver usa o copinho plástico de 200ml)
  • 1 copo de leite
  • 2 copos de farinha de trigo
  • ovos
  • 1 colher de fermento em pó
  • 1/2 colherinha de sal
  • 4 colheres de sopa de açúcar (se quiser uma massa mais doce, acrescenta mais 2 colheres)

Farofa:

  • 1  ½ copo de farinha de trigo
  • 1/2 colher de sopa de fermento em pó
  •  1  ½ copo de açúcar
  • 1/2  copo de margarina ou manteiga gelada
  •  1 colher de sopa de canela em pó

Para a farofa junte tudo com os dedos até formar bolotas homogêneas

Massa:
bater tudo no liquidificador, colocando sempre os ingredientes líquidos primeiro, depois os secos e por último o fermento. Pré aqueça o forno antes de bater os ingredientes.
Colocar a massa numa forma untada e farinhada (usei essas 2 para pão da foto aí em cima) e levar ao forno pré aquecido (10 min) a 200º C, por meia hora mais ou menos, já tendo enfiado as frutas frescas na massa. Fiz essa com mix de pêssego, ameixa e nectarina que a família amou, cada fruta fatiada e depois da massa colocada na forma, enfiei metade das fatias na massa. Depois cobri com a farofa.
Pode também polvilhar tudo com açúcar e canela, mas com a farofa de manteiga, farinha, açúcar e canela fica muuuuuuito melhor!
Agora me chama para avaliar na hora de comer, OK?!

Torta versátil

oven-polenta-1429812_1920

Olá minha gente!  A receita de hoje é uma das mais executadas na minha família por parte de mãe, tem uma fã fervorosa, como ela gosta demais, acabou sendo intitulada “Torta da Tia Eny”, quem prova acaba sempre pedindo a receita.

Uma das particularidades dessa receita é, você escolhe o recheio do dia. Fácil de executar e boa de comer, quer coisa melhor?!

Pré-aqueça o forno em temperatura média.

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de leite
  • 1 xícara de óleo
  • 12 colheres de sopa de farinha de trigo
  • meia xícara de queijo ralado
  • 1 colher de sopa de fermento químico
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 refratário grande
  • margarina ou manteiga para untar
  • queijo ralado para polvilhar

bata tudo junto no liquidificador, sempre coloque os líquidos primeiro, depois os ovos e por último os secos. Despeje a metade em um refratário untado, coloque o recheio da sua preferência, cubra com o restante da massa. Polvilhe com o restante do queijo ralado.  Leve ao forno pré-aquecido, temperatura média até dourar. O truque é o mesmo de sempre, o palito, se  fincar e sair sem massa está pronto.

Sugestões de recheios: frango desfiado e refogado, calabresa, salsicha, palmitos refogados, espinafre com ricota temperada com ervas, brócolis, aspargos… O refogado aqui sugerido é com alho (1 dente), cebola, tomate, salsa, cebolinha e sal e pimenta a gosto. Se ficar muito líquido, acrescente uma colherinha de maisena para que a massa não fique umedecida e difícil de assar.

Gente essa massa possibilita uma infinidade de recheios, confesso que só não tentei os doces, mas acho que pode rolar qualquer dia desses!